fbpx
Post

Decorar é um ato de amor

Olá! Saudades? Eu também! Saudades de estar aqui com cada um de vocês. Então, vamos conferir duas dicas muito bacanas de outra parceira da Carioca De Cor? A Renata Zupelari fez uma mesa linda, mas o destaque da mesa é para um item da Pip Studio que pode ser usado de forma inovadora. A segunda dica é de decoração, mas essa eu não vou contar nadinha! rsrs Aproveitem! 😘

Mesa Posta – por Renata Zupelari. Perfil no instagram: @jardins131

O ato de decorar é, antes de mais nada, a tradução da sua criatividade em objetos e ideias. Assim como a poesia, onde uma palavra pode ser usada para mais de um sentido, assim é, para mim, a decoração: a possibilidade de usar um objeto para mais de um único fim.Vi esse pote lindo de porcelana da Pip Studio pela CARIOCA DE COR e tive um insight: Por que não utilizá-lo para mais funções que simplesmente armazenamento?! Dessa forma, apresento duas maneiras de usar o pote de porcelana na decor:

  1. Porta talheres. Rima Pronta: Na sua mesa com serviço americano, envolva os talheres em um guardanapo e insira no pote. Mantenha a pontas para fora, a fim de criar uma atração visual. Tenho certeza de que fará bonito na sua mesa e dará uma carinha descontraída aos talheres!
  2. Vaso de flores. Soneto de Amor: Esse pote de porcelana é lindo e precisa de flores à altura! Misture lírios brancos com folhagens, angélicas, lisianthus e gypsophilas. Você vai ver! Vai chover elogios e sorrisos.
Rima pronta & Soneto de Amor ❣

Home & Decor – por Renata Zupelari

Buscando inspirações no site da @cariocadecor me apaixonei de amores por um tal painel de parede da Pip chamado FANTASTREE. Foi amor, mesmo. Desses sonhadores, repletos de suspiros.

O painel me remetia à infância no interior de São Paulo, à grama fresca e às árvores que escalávamos para colher frutas, ao perfume das flores e das primaveras de todas as cores que cobriam as cercas – não havia muros! – das casas da vila. E esse foi o ponto de partida para a decoração deste quarto. Ao instalar o painel na parede, o clima campestre tomou conta do espaço. 

 Queria que a mudança pudesse ocorrer com objetos que também contassem sua própria história. Encontrei uma cabeceira antiga, de colunas vazadas, que se tornou a cerca para meu jardim particular. Peguei do armário da mamãe essa bela colcha de bordado rechilieu, cuja herança retoma gerações. Instalei um cordão de luz no tom do painel e um bastidor de madeira com fitas de cetim, que ecoam a cor das flores dessa árvore fantástica. E assim, o quarto antes branco e sem graça deu lugar a um jardim colorido, convidativo e cheio de vida.

Como boas memórias podem inspirar tanto! Quanto amor e carinho nessas dicas!

Espero que tenham gostado! Um grande abraço e até logo. ❤